16/09/2013

Paparazzi- Capítulo 2

westforshire
Narração Por Jennifer

Acordei com um barulho completamente chato de mensagem. Só podia ser dele. Do Parker.

"Venha logo, você vai entrar em ação ainda hoje. Não demore,
Parker."

Me levantei rapidamente e me troquei, eu não queria acordar Carly, ela dormia parecendo um anjinho então deixei quieto. Ela também se esforça demais, trabalha demais, mas o que ela realmente precisa agora, é um descanso, então eu apenas peguei as chaves e fui embora.

***

Nova York nunca esteve tão "Sem Graça". Afinal, "A Cidade das Luzes" nunca poderia perder a graça, mas parece que todo aquele mundo de glamour e fama não era como eu realmente pensava. Tudo ali tinha um "por quê", ou "aconteceu por que foi armado". Nada era espontâneo. Um famoso não podia ser famosa só por ter talento, tinha uma armação por trás. E eu odiava isso. Odiava acabar com meus sonhos de criança nos quais eu pegava o microfone da Hannah Montana e ficava famosa. Não era assim. Tudo era muito complicado.

-Bom dia, Senhorita Silver. -Entrei na sede do TMZ e cumprimentei Mark. Nunca estive tão sem disposição para uma missão.-
-Bom dia, Mark. -Sorri.-
-O Sr. Parker está a sua espera. -Ele falou sorrindo e um balde de água fria caiu sobre mim. Era horripilante acordar ás 7 e ainda ter que se deparar com a cara nojenta do Parker.-
-Certo. 

Andei pelos corredores rapidamente e avistei a sala do Parker. Era preciso respirar fundo para entrar naquele inferno.

-Oi Parker. -Abri a porta e ele se virou para mim, sentado naquela maldita cadeira.-
-Veio em boa hora, Claire. -Claire? Ele usou algum tipo de droga, por acaso?-
-Claire? -Perguntei sem entender e então ele me entregou uma identidade. Uma identidade com uma foto minha pequena e um monte de dados que não eram meus.
-Seu nome agora é Claire Silver e seu voo para Los Angeles é hoje ás 4 horas. -Ele falou e eu continuei sem entender, ou melhor, sem acreditar.- 
-Mas Parker, eu nem sabia que ia viajar hoje e que coisas são essas? -Apontei para a identidade.-
-É uma nova você. Ou você acha mesmo que iríamos usar seu nome para sua identificação? -É, eu realmente achava. Ele apenas riu e me deu um envelope.- Aqui tem seu passaporte, sua passagem, plano de saúde, e um monte de outras coisas que talvez sirvam para você.
-Mas Parker, eu nem arrumei as malas para passar um mês fora! -Falei jogando a identidade na mesa.-
-Não precisa. Já providenciei uma quantidade relevante de roupas que não sejam do seu estilo. Você precisa mudar um pouco. Ficar mais invisível. -An? O que ele queria dizer com isso?-
-Então eu chamo atenção? -Perguntei e ele riu.-
-Na verdade, não. Você só é extravagante. -Eu tive vontade de pular nele mas me contive. Ele apenas continuou rindo.- Estou brincando, Claire. Se acostume com seu nome. -Antes que eu pudesse falar algo, a Kelsey, funcionária do Parker, apareceu.-
-Ela já pode ir, Parker? -Kelsey perguntou sorrindo.-
-Sim. -Ele apenas assentiu e eu continuei sem entender nada.- Vá com a Kelsey, ela vai dar um "Trato" em você. -Kelsey me puxou e então quando eu reparei, já estávamos no outro lado da cidade.-

A ilha de Manhatan me lembrava da noite passada. Eu via o Justin Bieber dando as mãos para a Selena Gomez e eles realmente me pareciam felizes. Os sorrisos estampados, os gestos de afeto. Mas não, eu realmente não posso colocar fé em algo que pode ser uma pura mentira. Por que as coisas são assim por trás das luzes, uma pura mentira.

-Está com medo, Silver? -Kelsey perguntou e eu ri.-
-Não tenho medo de nada. -Falei e ela sorri.-
-Nem do amor? -Ela me perguntou e eu arregalei os olhos.-
-Eu não acredito no amor, Kelsey. -Falei.- Eu achei que Brad Pitt e Angelina Jolie se amavam mas ai eu descobri que isso só foi nos 2 primeiros anos, depois era só para aumentar a fama. Amor não existe e se existir, eu ainda não o vi. -Falei e olhei para o vidro do carro.-
-Mas você acredita naquele brilho no olhar de uma garotinha apaixonada pela primeira vez? Você acredita nos impulsos do coração quando vê uma pessoa especial? Você acredita naquela sensação estranha na barriga? -Ela perguntou e eu ri.-
-Eu não acredito e não sei dizer o que é nada disso ai que você falou. Na verdade, a última eu sei. Com certeza deve ser dor de barriga. -Ela riu.-
-É, você realmente não acredita no amor. Mas vai acreditar quando conhecer um famoso de verdade.-Não entendi. Ela apenas suspirou e não falou mais nada até chegarmos no aeroporto J. F. Kennedy.-
-Acho que vou comer alguma coisa antes de viajar. -Falei e ela assentiu com a cabeça.-
-Vá mesmo. Eu acho que eu já vou, tenho trabalho para fazer. -Ela sorriu e eu a abracei.-
-Obrigada, Kelsey. Estou bonita? -Perguntei e ela riu. Eu estava parecendo uma rockeira com o lápis de olho preto completamente forte.-
-Está ótima, Claire. -Ela soltou uma piscadela e foi andando. Então eu me peguei pensando com o que ela tinha falado de "conhecer um famoso de verdade".-

Comecei a andar pelo aeroporto e pensei "Minha vida irá mudar completamente por um mês." Eu estava certa, iria realmente mudar. 
Parei no Mc Donalds e resolvi comer alguma coisa, afinal, comida de avião é uma merda. Foi ai que meu celular tocou.

-Alô? -Perguntei e uma voz masculina respondeu.-
-Quem está falando? -Ele perguntou.-
-Jennifer Silver. -Falei.-
-Ah, desculpe, eu devo ter ligado para o número errado pois queria falar com Claire... -MERDA. Era eu. EU SO CLAIRE.-
-Não, não! Eu sou a Claire. Desculpa, eu pensei que era um trote então falei outro nome, por precaução. -A voz masculina riu no outro lado da linha.-
-Ah ok, Claire. Eu sou o Scooter Braun. -Céus, nada mais, nada menos que: O Empresário do Bieber.-
-Ah, olá Scooter! Você é meu chefe, certo? -Ele apenas fez com "Uhum".- Eu devo estar chegando em Los Angeles á 21:00. O hotel é o Four Seasons em Beverly Hills? -Perguntei.-
-Esse mesmo. Que bom que logo irá chegar... Eu preciso te esclarecer algumas coisas sobre o Justin... -Que coisas?-
-Como assim? 
-Ele tem alguns probleminhas, mas não é nada que venha afetar o caso. Claire, terei que desligar. Estarei te esperando no Four Seasons com o resto do Team Bieber. 
-Tudo bem. -Eu falei.- Ah e obrigada.
-De nada. -Ele falou acompanhado de um "xau" e então desligou.-

Justin Bieber, lá vou eu.

Eai, o que acharam??? Aiii galerinha obrigada pelos comentários!! Fiquei muito feliz que vocês começaram a ler e gostaram :) O clima vai ficar tenso do próximo capítulo em diante! Espero realmente que vocês possam ler, seguir o Blog e gostar da história! Obrigada :)

Os comentários da última postagem foram respondidos. 

10/09/2013

Paparazzi- Capítulo 1

- | via Facebook
Narração por Jennifer
Meus olhos estavam completamente inchados e meus cabelos já não parentavam ser mais loiros depois da noite de ontem. Os Flashes, as câmeras e tudo que eu podia captar em um momento, foi em vão. A multidão corria como nunca, meus sapatos iam sendo levados e se duvidar, alguém poderia ter até sido pisoteado no meio daquela confusão.
-Jen, no que você tanto pensa? -Carly, minha melhor amiga, perguntou para mim enquanto eu olhava para a janela da limousine.-
-Para falar a verdade, eu não consigo tirar a noite de ontem da cabeça. -Falei e fechei meus olhos. Eu queria poder esquecer tudo, mas era inevitável, aquele era meu emprego.-
-Não vai acontecer nada, Jen. O Parker te ama, você é a melhor que ele tem. -Sorri com o elogio, mas aquilo não bastava. Uma melhor não pode fracassar.-
-Eu não sou melhor, Carly. Eu fracassei. Eu fiz tudo errado. Eu não estava focada. -Falei e ela me deu a mão.-
-Eu estou aqui, Jen. Sempre estive e sei que nada vai acontecer.

A grande placa do "TMZ" invadia os meus olhos. Era brilhante, com o nome em letras completamente iluminadas que ofuscaria qualquer empreendimento que abrisse ao lado da sede do "TMZ". Eu já estava cansada daquele lugar.

-Senhorita Cover e Senhorita Silver, já chegamos. -Mark, o motorista da limousine, falou enquanto destratava as portas do carro. Cada gesto anterior ao acontecimento que poderia acontecer, me assustava. Eu estava com medo. Eu poderia ser demitida da minha única forma de sustento.-
-Vai ficar tudo bem. -Logo, Carly e eu saímos da limousine.-

Os corredores do lugar eram completamente assustadores, por mais que convivesse com eles 24 horas por dia. Cada parede possuía um pôster com fotos que valeram notas verdes de dinheiro para vazar na imprensa. Desde famosos antigos, que até mesmo já haviam morrido, para famosos completamente atuais que envolviam a geração Z. Aquilo me assustava completamente.

-Jennifer, o Parker está te esperando. -Kelsey, uma de nós, me olhou fixamente e falou. Ela tinha um olhar de que nada estava bem, por minha causa.-
-Eu irei entrar com ela, Kelsey. -A Carly falou. Eu era agradecida e abençoada pela amizade dela.-
-Não queira criar problemas para sua pele, Carly. Senão você será demitida também. -"Demitida também?" Quer dizer que eu iria ser demitida?-
-Acho melhor eu entrar sozinha. -Me soltei de Carly e corri para sala de Parker. Eu estava soando frio e com as mãos tremendo, não poderia perder o meu trabalho por mais que eu o odiasse.-

Bati na porta uma vez e respirei fundo. Precisaria de 10 segundos de coragem insana para enfrentar o meu próprio chefe.

-Jennifer. Entre. -A voz de dentro falou e então eu adentrei na sala. Na mesma sala de sempre. Com cortinas pretas e cinzas sedosas, aparentando fama e luxuosidade.-
-Oi Parker. -Entrei na sala, ainda com as mãos tremendo.-
-Sente-se. -Ele falou e eu me senti em uma das cadeiras.- Então, quero falar com você sobre o acontecimento de ontem. -Ele coçou a cabeça e pegou uma câmera fotográfica, que por sinal, era a mesma que eu havia usado ontem.- Quer dizer que você perdeu todas as fotos do Justin Bieber e da Selena Gomez que nós tínhamos? -Ele me fuzilhou com o olhar e meu corpo todo tremeu. Sim. Eu havia feito isso.-
-Sim. -Abaixei a cabeça.-
-Não fique com medo, eu não vou te demitir. -Meu coração pulou e a sensação de alívio me invadiu por completo. Ó Deus, obrigada.- Mas também não vou te promover. -Ele riu.-
-O que você irá fazer? -Perguntei preocupada.-
-Quero te dar um novo trabalho, já que você perdeu o ouro que poderia te promover. -Eu sabia. Eu fracassei.- Eu ainda preciso tirar a dúvida da imprensa em relação ao relacionamento de Justin Bieber e Selena Gomez.
-Parker, eles me pareciam completamente apaixonados. -Falei e ele riu.-
-Gomez e Bieber são atores, Jennifer. Entenda isso. Eles são famosos, tem dinheiro e manipulações que o fazem adquirir mais dinheiro. Isso tudo pode ser uma farsa, ou não, eles podem realmente se amar e nós podemos não ganhar nada com isso. Mas a imprensa possui uma grande dúvida em relação a isso e eu preciso que você a tire. -Ele falou e meu coração palpitou. Como eu faria isso?-
-Eu? -Perguntei.-
-Sim. Te darei uma nova missão. -O olhei sem entender.- Você será a mais nova membra do "Team Bieber". Será a nova assessora dele, mas também será a nova melhor amiga. Eu preciso que você colete todas as informações possíveis para relatar o romance de "Jelena". -Ele diz possível, mas o possível para ele, é o impossível para qualquer ser humano sã e consciente.-
-Eu não sei se... -Falei e ele me interrompeu.-
-Você sabe sim. Ou é isso, ou é nada. Estamos falindo, Jennifer. Com uma informação dessas, subiríamos novamente ao topo. Está me entendendo? E se você ainda estiver na dúvida é melhor se levantar e sair. Eu não emprego pessoas indecisas, isso é um risco para minha vida e com certeza para sua mãe que está doente no hospital. -Eu quis chorar. Ele tocou na minha ferida, minha mãe. Eu só estava nessa merda desse trabalho por causa dela. Para pagar o tratamento dela. Para cuidar dela. Eu não podia dizer não.- Estamos entendidos?
-Sim. -Levantei a cabeça e tentei ser forte. Afinal, eu já fiz coisas parecidas e é só o Justin Bieber, mais um hipócrita viciado em maconha.- Me passe as instruções.
-Ok. -Ele falou.- Scooter Braun, o empresário do Justin, te considera como uma "assessora de teste", ou seja, você terá um mês para ser a queridinha deles e descobrir o que puder descobrir. Nesse 1 mês, o Justin estará em turnê pela Europa e você irá acompanhá-lo sem reclamar de nada, por que senão, fora. Você não pode ofendê-los, falar algo comprometedor sobre eles, ou tentar subestimá-los, por que eles não fazem e nem podem fazer ideia que você trabalha para o "TMZ". -Ele falou e eu assenti com a cabeça.-
-Só isso? -Perguntei e ele fez que sim. Eu me levantei para ir embora então Parker exclamou meu nome novamente.-
-Ah, e não se apaixone pelo Bieber. -Era isso? Ri, de leve.-
-Seria a coisa mais improvável de acontecer. -Abri a porta e então me retirei da sala.-

Eai, gostaram? Eu sei que esse foi chatinho, desculpem! OBRIGADA PELOS 2 COMENTÁRIOS E 4 SEGUIDORES! PANNNNNNN, EU FIQUEI MUITO FELIZ *.*!
Os comentários da outra postagem foram respondidos 

08/09/2013

Paparazzi- Sinopse + Personagens

Eaiii gentee, meu nome é Luiza e eu estou criando esse Blog para postar uma história que eu tinha em mente á muitoo tempo! O nome é "Paparazzi" e eu irei postar a Sinopse e os personagens! Espero que gostem :)

SINOPSE:
"Em quem você confiaria daqueles que estavam á sua volta?"
Eu nunca pensei que, um dia, um Paparazzi teria que se fingir de ator ou atriz. Eu achava que tudo era mais fácil, que ser um Paparazzi era só "aquele lance de tirar fotos dos famosos". Mas não. É muito mais que isso. É algo que envolve não só o profissional, mas sim o pessoal, principalmente. Porém eu não queria ser o que sou. Uma mentirosa. Eu estava me enganando e enganando a pessoa que poderia ser o amor da minha vida. Eu menti para ele, menti para todos que em, 1 mês, viraram minha filha. Mas o pior de tudo, é que eu havia mentido para mim mesma.

"Se o Justin realmente me conhecesse,
saberia que eu não meu estilo não é "rock".
Se o Justin realmente me conhecesse,
saberia que eu estava mentindo o tempo todo.
Se o Justin realmente me conhecesse,
saberia que meu nome não é Claire, é Jennifer.
Se o Justin realmente me conhecesse,
saberia que eu sou uma "Paparazzi."

PERSONAGENS:
(Principais)

"Ela era a maior e pior luz existente na vida dele."
"Jennifer ou Claire" Silver

"Eu queria poder gritar bem alto e dizer que eu não era aquilo. Eu não era um monstro que enganava os outros e me apropriava dos seus sentimentos. Eu não sou assim. Eu amava aquele garoto com todas as forças existentes desse mundo, mas eu não podia me render a esse amor. Preciso fingir mais, me concentrar mais, afinal eu estou sendo paga para isso. Eu não posso evitar, senão estava escrito no meu destino, eu estou o reescrevendo agora: Eu sou uma Paparazzi."


"Ele quer os manter no escuro. Ele não gosta das luzes."
He's Human
"Onde eu estava com a cabeça? Eu havia me apaixonado por uma garota que não era a Selena. Uma garota que havia entrado em minha vida em poucos dias. Uma garota que eu não sabia como era ou de onde vinha. Uma garota que qualquer um poderia julgar como "qualquer garota" mas eu sabia que ela não era uma "qualquer". Ela era diferente, ela sabia de tudo, ela estava presente em tudo. Ela era a luz."

PERSONAGENS:
(Secundários)

"Ela era apenas uma garotinha tentando achar o verdadeiro amor."
(24) Twitter
Selena Gomez

"Ela tinha um rosto meigo mas escondia um enorme segredo."
lucy aw
Carly Reynolds

"Um homem igual a ele nunca teria boas intenções."Alex Pettyfer
Mike Parker

(Entre outros que aparecerão no meio da história)

Eai, o que acharam? Galera, por favor sigam o Blog e divulguem (se acharem bom)! Eu não vou pedir comentários por que, primeiro, eu não sei nem se alguém lê essa porra kkk To brincando, viu gente? Mas eu irei continuar por que gostei da ideia da história e acho que será legal. Ah e podem me chamar de Luba se quiserem :) Beijao